10 dicas sobre Buenos Aires

Finalmente estou de volta da minha viagem de Diva para Buenos Aires. Não, não vou ficar falando de comprinhas de make no Duty Free porque eu acho uó fazer isso com quem não está podendo viajar pra fora (mesmo que seja aqui do lado, como é o caso da Argentina). Além disso, é só ler todos os outros broguis sobre o assunto e qualquer uma vai saber o que é bacana comprar mais barato quando se deparar com as prateleiras do Free Shop ou com as lojas gringas.

Então vamos ao que interessa. Falarei sobre, tcha-nãaaaa... Como ser Diva de baixa renda em Buenos Aires! Sim, porque se você ainda não foi, certamente vai acabar indo qualquer hora dessas, já que o Real valorizado está nos ajudando muito a torrar um dindin por lá. Me senti no Brasil tamanha a quantidade de compatriotas que encontrava em toda parte.
Esse primeiro post é sobre 10 coisas ótemas que você deve comprar por lá com menos de 10 pesos, ou seja menos de R$5,00.
  1. Empanadas: os tradicionais pastéis folheados da Argentina são uma excelente pedida pra um lanchinho rápido a qualquer hora do dia. Meu preferido é o de verdura, que tem o dobro do tamanho dos demais, não me pergunte porque. Todos custam entre 4 e 8 pesos, estão à venda em praticamente qualquer padaria e buteco, mas o melhor de todos é o do Hasta el Huesito, que fica na Almirante Brown 168, na entrada do bairro da Boca. Eles só servem a versão carne, mas vale a visita.

  2. Alfajores: dispensa descrições. Os mais caros são os da famosa Havana, mas há diversas marcas tão boas quanto, que você encontra em mercadinhos, farmácias, bancas de jornal, etc. Os melhores são Jorgito, Cachafaz e Jorgelin.
  3. Peititos (ou conitos, ou havanitos, como preferirem): imagine uma Nha Benta só que com doce de leite no lugar do merengue. É, é tipo o céu em forma de peitos de chocolate (daí o apelido carinhoso que eu dei pro doce. Não peçam por peititos que ninguém vai entender). Só encontrei da Cachafaz e da Havana. Preço médio 4 pesos.

  4. Taça de vinho da casa: nos restaurantes de BA geralmente a bebida é bem mais cara que a comida proporcionalmente, mas em alguns bons lugares dá pra tomar uma taça de vinho por 10 pesos, ou pedir uma garrafa pra dividir por 25. De todos os que provei, apenas um ficou devendo, chama-se Valderrobles. Passem longe.
  5. Lencinhos umidecidos: o paraíso em BA se chama Farma City. É a maior rede de farmácias de lá, com muita variedade de maquiagem e produtos de fabricação própria que custam bem mais barato que os demais e são ótemos. Eles vendem lenços umidecidos pra todos os fins, desde remover maquiagem até repelente de insetos, passando pelos ainti-bactericidas e os hidratantes. O mais caro custa 12 pesos, o mais barato sai por 7. É pra comprar pra estocar, e o repelente funciona muito bem.
  6. Helado: impossível não voltar ao item gulodices. É fato que a Argentina tem o melhor leite, se não do mundo, certamente da América Latina. Dessa forma, os sorvetes são inacreditavelmente deliciosos. Eu, na minha busca pelo melhor sorvete da cidade, tomei o mesmo sabor todos os dias (dulce de leche) pra poder comparar, e TODOS eram muito bons. O incensado Freddo está longe de ser o melhor como dizem, para mim merece o quarto lugar (até porque o atendimento não é nada cordial). Em terceiro vem o também sofisticado (e caro) Volta, que tem incríveis variaçoes sobre o tema Dulce de Leche. Com a medalha de prata fica o sorvete genérico servido no Restaurante Farole, em frente à livraria El Atheneo, cremoso até dizer chega. Mas a medalha de ouro fica com o sorvete Chocolisimo (ou algo do gênero, só lembro que começa com choco), ao lado da antiga casa de Jorge Luis Borges, em Palermo Soho. As casquinhas são coloridas, tornando o helado ainda mais lindo, e o sorvete é de achar que você mórreu e foi pro céu. O preço também é mais justo que o dos concorrentes famosos.
  7. Quilmes: A tradicional cerveja argentina é bem cara nos bares e restaurantes, especialmente na versão chopp, mas se você pedir a garrafa, ela é de 1l, então o custo/benefício melhora um pouco a situação. Vale provar a normal (pilsen) e suas variações (bock, cristal, black, etc).
  8. Iogurte El Griego: se você gosta de iogurte, benvindo ao paraíso. Todos os iogurtes da marca La Serenísima são muito bons, mas o El Griego é tipo, O Iogurte Natural perfeito! Ele existe com sabores também, mas o natural é incomparável. Dá vontade de traficar pra cá.
  9. Imãs de geladeira: tem de todos os tipos, de Mafalda até Maradona, passando por tango, pontos turísticos, anúncios antigos, etc. Pra lembrar da Argentina do jeito que for mais a sua cara, ou presentear os amigos de um jeito baratenho e personalizado.
  10. Tostados: os mistos-quentes no pão de miga são totalmente tradicionais e são como uma espécie de evolução do misto no pão de forma normal. Super fininhos e com a massa diferente, dá vontade de comer vários pedaços. Geralmente as porções são generosas.

4 comentários:

Monica Vianna disse...

Amiga,
É como estar de novo em BA mas vendo com outros olhos...os seus ;)
Amei!!!! Vou anotar tudo.
Ah, se não for pedir muito depois posta um sobre dicas culturais!!!!
P.S. Se vc não tiver problemas conte sobre sua chegada em BA. Aquilo sim é saber sem Diva sem Visa!!!!
Bjs!

Luciana disse...

Erica,
Adorei as dicas! Tb vou anotar para qdo for lá novamente.

Cristiano disse...

O melhor helado de dulce de leche é o "Super Dulce de Leche" que fica em San Telmo na Av. Defensa esquina com Juan de Garay. O sorvete vem com muitos pedaços "enormes" de doce de leite! É uma experiência inesquecível. Recomenda-se pedir o que vem em uma cestinha de biscoito pois é mais fácil para comer.
Saudades...

BF disse...

Parabéns !!!!

Pretendo viajar para Buenos Aires com minha a família e estas foram as melhores dicas que encontrei na net.

Sérgio Daniel - Curitiba - Paraná